“Bebeu água? Não! / Tá com sede? Tô!” Olha, olha a água mineral, galera! Beber água potável e fresquinha é fundamental para um bom desempenho no pedal. Num país de altas temperaturas como o Brasil, cuidar da hidratação na hora de sair por aí com sua bicicleta não é escolha: é regra. Mas, sabia que a hidratação deve começar antes mesmo de você e sua bicicleta colocarem as caras na rua?

Antes de sair de casa:

Cerca de duas horas antes de sair para pedalar, beba de 300 a 500 ml de água. Isso já te garante uma boa hidratação para a primeira meia hora de exercício, e sem te trazer desconforto. Outros líquidos, como sucos, chás, leite e café, também podem entrar na conta.

Durante o pedal:

Além da água – que você pode transportar em garrafas ou mochilas de hidratação -, uma bebida isotônica (os “gatorades” da vida) pode ser um complemento quando o pedal for de longa duração (acima de 90 minutos) ou de alta intensidade, por exemplo. Mas, atenção: ele não substitui a boa e velha água, ok? As duas bebidas podem ser aliadas. O importante é que você não espere a sede chegar para se hidratar: ao menos de meia em meia hora, tome pequenos goles de água (excesso de água pode “dar ruim”), e do começo ao fim do pedal. Isso te evitará, inclusive, uma fadiga muscular no meio do percurso.

Já em casa

Os cuidados com a hidratação continuam: seus músculos vão clamar por água para poderem melhor se recuperar. Beber até dois litros de água, divididos nas duas horas seguintes ao pedal, vai deixar sua musculatura satisfeita e pronta pra superar o próximo desafio ciclístico com você.